Fórum Permanente de Debates Culturais III

Na última segunda-feira, 28.04.08, realizou-se nas dependências da Livraria Alpharrabio, em Santo André, com a presença das pessoas abaixo listadas, mais uma reunião do Fórum Permanente de Discussões Culturais do Grande ABC.
Na pauta da reunião, na qual eram aguardados os Secretários de Cultura dos 7 municípios, que foram convidados pelo Consórcio Intermunicipal do ABC, para estabelecer nessa ocasião um diálogo entre o Fórum e o Poder Público, bem como construir uma dinâmica adequada entre o Fórum e as Secretarias, no sentido de se constituir efetivamente um Grupo de Trabalho de Cultura junto ao Consórcio Intermunicipal.

04 Forum280408 2

Com o não comparecimento dos Secretários de Cultura convidados (compareceu apenas a Sra. Simone Zarate, de Santo André), a pauta caminhou para uma discussão de como o Fórum poderá se fazer representado desde já junto ao Consórcio e, paralelamente, tentar o diálogo com os Secretários, sendo enfatizado que o Fórum deverá manter sua autonomia, ao mesmo tempo tentar manter, nessa relação, uma transparência de parte a parte, inclusive, com ampla divulgação do que está sendo realizado nas reuniões.
Dessa forma, chegou-se a um consenso, no qual dez das pessoas presentes (Alexandre Takara, Azor Albuquerque, Carlos Lotto, Dalila Teles Veras, Damara Bianconi, Hildebrando Pafundi, Júlio Mendonça, Marcello Vitorino, Milton Andrade, Rita Maria Silva) se propuseram a constituir provisoriamente esse grupo de trabalho e já deverão se encontrar em uma próxima reunião com os Secretários de Cultura ou seus representantes, com data e local ainda não definidos, uma vez que serão novamente convidados pelo Consórcio, conforme sugeriu e se comprometeu o Sr. David Gomes de Souza, Diretor do Consórcio, que, na ocasião, reafirmou que aquela Instituição reconhece a legitimidade do Fórum para atuar como Grupo de Trabalho junto ao Consórcio.
Contudo, foi também manifestada pelos presentes a convicção de que, uma eventual inércia por parte das Prefeituras em não estabelecer esse diálogo, não inviabilizará o trabalho do Fórum, que já está constituído desde o ano passado e que tudo fará para se fortalecer como um coletivo que, entre outras ações, também exercerá pressões que visem a implementação de ações públicas e discussão de políticas públicas para a cultura.
Prosseguiram ainda as discussões, com diversas contribuições a ações futuras do Fórum, com recomendações de que se pense desde já, de forma organizada, na coleta de matérias a serem levadas ao Consórcio, criando-se um método de divulgação dessas ações, através da imprensa convencional bem como do meio virtual.
Pelo exposto, eu, Dalila Teles Veras, assino e dou fé.

04 Forum280408 1

Assinaram a lista de presença, por ordem de chegada: Dalila Teles Veras, Carlos Lotto, Daniela Paula Medeiros Oliveira, Neusa Borges, Luzia Maninha T. Veras, Alexandre Takara, Júlio Mendonça, Zhô Bertholini, Valdecirio Teles Veras, Adalberto Dias Almeida, Fernando Di Lascio, Damara Luiz Bianconi, Moreira de Acopiara, Antonio Possidonio Sampaio, Milton Mota, Josefa Barranova, Hildebrando Pafundi, Claudete Sarapu, Edmundo Epifanio, José Cláudio Fernandes, Simone Zarate, Milton Andrade, Rita Maria Silva, Ditinho da Congada, David G. de Souza, Tota, Marcello Vitorino, Cláudio Pasta e Azor Albuquerque.

EM TEMPO: Se você deseja participar deste Fórum e não possui tempo disponível para as reuniões presenciais, deixe aqui suas sugestões. O debate virtual será bem vindo e incorporado.

About Dalila

Dalila Teles Veras, escritora, proprietária da Alpharrabio Livraria e Editora
This entry was posted in Debates Culturais. Bookmark the permalink.

2 Responses to Fórum Permanente de Debates Culturais III

  1. Fiquei sabendo do fórum através de um link deste blog enviado por uma amiga. Depois de reuniões e seminários que patinaram dias no mesmo lugar até definharem, foi bom, pra variar, participar de algo que funciona. É que a gente se cansa desses “conselhos”, documentos protocolados sem retorno e políticas públicas onde a sociedade civil é chamada pra discussão, e participa, e discute, e é ignorada… sempre. Tão frustante que a gente se vê lutando por um mínino caquético e sem fundamento e ainda assim se frusta novamente. Cheguei agora e não tive como ajudar muito nas discussões, no processo. Muito interessante tudo isso. obrigada.

  2. Wal Volk - Paranapiacaba says:

    Olá Dalila, devido ainda estar realizando algumas sessões de quimioterapia não tenho comparecido. Quero deixar a seguinte demanda da Vila Histórica de Paranapiacaba.
    Santo André, me referindo especificamente a Sra Simone Zarate – Secretária de Cultura, não criou ainda uma política cultural descentralizada e Paranapiacaba vive de shows e Festival de Inverno, não há política descentralizada de FORMAÇÃO CULTURAL, o que a comunidade escuta por parte do governo é que as EMIAS fazem isto. E no caso de uma Vila distante das EMIAS mas que é Santo André, a comunidade sofre. Para conseguir a contratação do Maestro João Aletto da Orquestra Popular de Flautas da Vila de Paranapiacaba o Diretor de Cultura buscou recurso na Associação das Oficinas Culturais do Estado por somente três meses de contratação porque a Cultura não tem verba para este tipo de demanda, e nem projetos. Precisamos reforçar junto ao governo que os projetos prontos são bons mas existem demandas específicas de cada região, fortalecimento de grupos culturais comunitários, seja de música, artes plásticas ou cênicas. Na gestão do Celso Daniel isto ainda existia ( ouvir e atender as demandas) . Agora é tudo de cima para baixo. Pelo menos na Secretaria Municipal de Cultura e com relação ao atendimento de demandas do movimento cultural da Vila. Agora, shows existem muitos. Parece que só se entende a Cultura e o Fortalecimento local via envio de Show. Isto é só uma parte do fortalecimento do Turismo Cultural Local. Wal Volk. Liderança Local de Cultura e Desenvolvimento de Paranapiacaba. Fone: 44390022.